sexta-feira , 18 agosto 2017
Últimas Notícias
O casal cristão pode praticar a masturbação a dois?

O casal cristão pode praticar a masturbação a dois?

Download PDF

Uma das maiores inquietações do povo cristão evangélico tem se mostrado ser a questão sexual, suas práticas e conseqüências.

Alguns querem saber para evitarem o pecado sexual , outros já sabem o que é certo e o que é errado, mas tentam a sorte para ver se encontram alguém que os “autorize” a continuar em determinada prática.

Mas o importante é que haja conhecimento, mesmo porque ainda existe dentro de nós uma mentalidade de que o sexo é somente para reprodução; que somente o homem tem o direito ao orgasmo; que o sexo é pecaminoso ou sujo.

Há quem diga que isso levará pelo menos uma geração para que essa mentalidade seja extirpada dos nossos corações.

E dentre as tais inquietações está a masturbação. Esse tema é muito controverso, mas parece-me que essa questão é muito clara como sendo pecaminosa, pois envolve o fantasiar o sexo oposto em cenas eróticas ou mesmo de prática sexual.

Exige assim, que o praticante polua a sua mente com imagens de sexo, podendo se caracterizar ainda o caso de adultério, pois Jesus disse que quem tão somente desejar uma mulher que não a sua, já adulterou com ela, valendo isso para ambos os sexos. A lascívia pode ser evocada aqui também.

Agora, a situação se complica um pouco mais quando a questão é a masturbação solitária naqueles casos onde o seu praticante fantasia o seu próprio cônjuge, então se me perguntam, como de fato o fazem, se pode ou não pode, se é pecado ou não é pecado, digo eu, depende, pode ser pecado e pode não ser pecado.

Deixe-me enumerar os argumentos:

-É pecado quando ele não tem razões para isso, o cônjuge está ali, o deseja, está com saúde, enfim, estão presentes os requisitos necessários para um encontro sexual. (pecado do egoísmo)

– É pecado quando o tempo de espera é curto e o sacrifício não seria tão grande assim. (pecado da falta de domínio próprio)

-É pecado quando isso caminha para o vício, sai do controle de tal maneira que o praticante já começa a nem mesmo sentir falta de seu cônjuge, torna-se um prazer egoístico e fora dos propósitos do sexo. (pecado de negar o seu corpo ao outro)
.
-Nesses casos e quem sabe em outros que eu não imaginei, mas que são correlatos, mesmo não fantasiando uma terceira pessoa, constitui-se em pecado.

Paulo ensina nos assim: “Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedercerdes às suas concupiscências” (Rom 6:12). Também diz: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convém. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas” (ICor 6:12). Você é escravo da masturbação?”

Por outro lado, acredito não ser pecado quando:

– o cônjuge estiver passando por uma abstinência forçosa, demorada, necessária e já o abrasar-se que Paulo fala torna-se a luta pessoal, os seus olhos instintivamente buscam o sexo oposto com certo grau de interesse, quando vai dormir tem sonhos com as pessoas desejáveis com as quais esteve durante o dia. Ou será que isso não acontece com os crentes? Nesse caso, o objeto da fantasia da mente do praticante deve ser o cônjuge e não outra pessoa.

Paulo preocupou-se com a abstinência sexual, porque eu desprezaria essa verdade, disse que deveria ser por um período de tempo apenas, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência ( pela falta).

– Não é pecado desde que todo este contexto esteja presente no caso concreto, e ainda, que seja eventual, ocasional e quase um motivo de força maior. Inclusive para evitar pecados com conseqüências danosas.

O que não pode é tornar-se um vício egoístico ou adúltero ou mesmo que afaste um cônjuge do outro. E novamente digo desde que não fantasie outra pessoa que não o seu cônjuge.

Finalizando, se o casal casado sente prazer na masturbação a dois, não há pecado algum nisso, um pode praticar a masturbação no outro sem maiores preocupações, mas veja bem, não pode haver o fantasiar de outra pessoa que não o cônjuge.

A Palavra de Deus diz: “Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará.” Hb 13:4. O leito sem mácula é o leito matrimonial sem o que ele diz em seguida, “devassos e adúlteros”.

O dicionário define devasso como “Disoluto, libertino, vicioso, desenfrenado, licencioso, imoral, pervertido, perverso”.

Se o casal concorda com o que faz, então não creio que seja devassidão.

E diz mais: Bebe a água da tua própria cisterna, e das correntes do teu poço. Derramar-se-iam as tuas fontes para fora, e pelas ruas os ribeiros de águas? Sejam para ti só, e não para os estranhos juntamente contigo. Seja bendito o teu manancial; e regozija-te na mulher da tua mocidade. Como corça amorosa, e graciosa cabra montesa saciem-te os seus seios em todo o tempo; e pelo seu amor sê encantado perpetuamente. E por que, filho meu, andarias atraído pela mulher licenciosa, e abraçarias o seio da adúltera?” ( Pv.5)

Veja bem, especialmente no primeiro caso, da masturbação solitária, tudo isso que foi dito é algo que eu acredito hoje, porém se me convencerem do contrário, estarei pronto para mudar de idéia e por isso mesmo não veja isso como um “alvará” para nada, e sim, que sirva para você firmar o seu próprio entendimento.

Aliás, uma das coisas belas da nossa humanidade, é podermos mudar de opinião, é termos tal chance.

Eu poderia fugir desta questão, lavar as minhas mãos, mas são tantas as perguntas que eu me permiti correr o risco e tratar desse assunto.

 

Por: Pr Ismael e Pra Cleire.

Comentários Via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.