quinta-feira , 29 junho 2017
Últimas Notícias
Deus, certas vezes, adia relacionamentos

Deus, certas vezes, adia relacionamentos

Download PDF

Mais significativo é o fato de que, se não nos valorizarmos, tenderemos a atrair pessoas que apoiam essa imagem desvalorizada. Lembre-se agora, de que ensinamos as pessoas a nos tratarem conforme nós mesmos nos tratamos. Se você se respeitar, haverá homens que não apreciarão essa atitude. Provavelmente você ouvirá frases como estas: “Ela pensa que é muita coisa” ou “Essa garota é uma farsante”. A verdade é que ele viu o produto e não sabe o preço que consta da etiqueta. Você deve aprender que rejeição é às vezes uma bênção e não uma maldição. Há algumas pessoas, empregos, amigos e outros que você não deseja atrair. Seu desejo é atrair para você pessoas com quem tem afinidade, que respeitem seus valores e percepções.Os indivíduos com baixa auto-estima tendem a atrair outros que o dominam e controlam, ou os desprezam. Eles atraem o tipo de pessoas que tendem a reforçar o seu próprio negativismo. É por isso que você precisa ser curada interiormente antes de iniciar qualquer relacionamento.

Deus, certas vezes, adia os relacionamentos para dar-lhe a oportunidade de curar-se como indivíduo. Então e só então você pode fazer escolhas saudáveis, que não estejam baseadas na necessidade ou no medo obsessivos de ficar só. Há muitas pessoas que suportam abusos incríveis por terem um medo terrível de ficar sozinhas! Para fugir de si mesmas, elas preferem viver com o abuso a enfrentar uma noite sozinhas em casa.
Se você não gastar tempo buscando a inteireza e aprendendo a arte de ser feliz sozinha enquanto for solteira, irá casar-se por medo. Anos mais tarde ao acordar do estado de coma da baixa auto-estima, vai reconhecer que é um ser valioso, quer haja ou não um homem à sua volta. Poderá encontrar-se então deitada do lado de alguém que não pertence mais à sua vida; ele se ajustava à sua existência e auto-imagem anteriores e, terá que conviver com isso, porque casamento é para sempre.
Muitas noivas enquanto caminham pela nave da igreja dizem em segredo: “Salve-me, salve-me”. É o grito silencioso de um coração desesperado que está amando a ideia do amor, amando a esperança de que alguém vai amá-la tanto que irá finalmente sentir-se satisfeita consigo mesma. Mas antes que cometa um erro trágico, você deve aprender a arte de sentir-se aquecida sozinha!
Trecho extraído do Livro “A Dama, Seu Amado e Seu Senhor” de T.D. Jakes – Editora Mundo Cristão

Comentários Via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.